Seja Bem Vindo!
Sky Esquerdo
Sky Direito

Nossa História

Fundada em 06 de janeiro de 1995, a AESP/DF teve sua primeira diretoria empossada em 1º de setembro de 1995, tendo o Escrivão Davi Raimundo Pereira Gimenez sido seu primeiro Presidente eleito.

Davi Raimundo P. Gimenez

A Associação dos Escrivães nasceu do sonho de alguns valorosos profissionais da escrivania que viam um buraco negro a sua frente quando se falava em busca de reconhecimento da categoria, bem como de apoio para seus mais básicos anseios em relação a condições de trabalho, pois o Escrivão de Polícia não tinha uma voz para levantar e carregar suas bandeiras, sendo conhecido no meio policial como“Escravão de Polícia”, dada a carga volumosa de trabalho e a condições precárias de realização de um bom serviço.

Da velha máquina Olivetti ao computador muitas lutas foram travadas, muitos colegas pagaram com sua saúde a dedicação ao seu labor, contudo é bom ressaltar que conquistas também foram alcançadas. Mas a nossa Entidade ainda não cumpriu sua missão e muito tem que ser feito para que essa história, já tão bonita, escrita a duras penas pelos fundadores, tenha um final feliz, onde o Escrivão possa ser um profissional de reconhecimento inconteste, já que é uma peça mestra no andamento das Unidades Policiais e sem o qual o trabalho investigativo não tem como ser entregue ao Judiciário. É preciso lutarmos diuturnamente em prol de melhores condições de trabalho, tanto com relação a equipamentos e tecnologias disponibilizadas a serviço dos trabalhos cartorários, como também em relação ao material humano, com contratações e realização de cursos de capacitação do profissional. Além disso, também é papel de uma entidade que congrega profissionais com vistas ao bem comum, buscar parceiros na iniciativa privada e na rede pública, no sentido de estar disponibilizando ao associado tranqüilidade, conforto, segurança, lazer, praticidade, enfim, facilitar a vida do Escrivão com convênios e possibilidade de negócios que não o deixem mais estressado com as necessidades corriqueiras do dia-a-dia.

Assim, nossa Entidade sempre andará de mãos dadas com todo Escrivanato para que essa história continue a ser escrita com caneta de ouro.

DAVI RAIMUNDO PEREIRA GIMENEZ

HONRARIA

ESCRIVÃES DE POLÍCIA RECEBEM MEDALHA DO MÉRITO POLICIAL CIVIL JK

Os Escrivães de Polícia DAVI RAIMUNDO PEREIRA GIMENEZ, mat. 27.219-1; GLADSTON SOTTO MAYOR PEREIRA, mat. 27.181-0; JOSÉ GERAL­DO ALVES BISPO, mat. 27.275; LUIZ CLÁUDIO PINHEIRO ARAÚJO, mat. 35.160-1; LUIZ GUSTAVO GAIÃO DOS REIS, mat. 20.754-3; MARISTELA TORRÃO DA SILVA, mat. 27.967-6; REGINA CÉLIA RODRIGUES BONFIM, mat. 47.105-4; e, VICEN­TE DE PAULA OLIVEIRA, mat. 22.956-3receberam no dia 21 de dezembro de 2007, como premio por haverem con­tribuído para o desenvolvimento da Polícia Civil do Distrito Fe­deral ou por terem apresentado conduta irrepreensível e inatacá­vel idoneidade moral, após mais de quinze anos de exercício de atividade policial civil e de bons serviços prestados ao Distrito Federal, ou, ainda, por haverem praticado ato que traduza dedi­cação excepcional no cumpri­mento do dever, a MEDALHA DO MÉRITO POLICIAL CIVIL PRESIDENTE JUS­CELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA. 

A comenda é conferida também a civis, militares e eclesiásticos que hajam contribuído para o desenvolvimento da Instituição ou praticado ato que a engran­deça.

O evento aconteceu no salão nobre do Clube do Exército e contou com a presença do go­vernador Arruda, do senador Adelmir Santana e de várias ou­tras autoridades.

A AESP/DF parabeniza todos os Escrivães de Polícia agra­ciados e vê nessa homenagem mais uma demonstração do re­conhecimento que a atual ges­tão da PCDF vem dispensando ao profissional da Escrivania, a exemplo da solenidade inédita ocorrida em 05 de novembro de 2007 por ocasião da comemora­ção do Dia do Escrivão.

close-link
close-link