Seja Bem Vindo!
Sky Esquerdo
Sky Direito

Auditor do TCU que cultivava maconha em cobertura de luxo é preso por tráfico no DF

Além da plantação, foram apreendidas porções de skunk e balança de precisão. Polícia Civil chegou na casa, no Lago Sul, após denúncias anônimas.

Um auditor fiscal do Tribunal de Contas da União (TCU) foi preso, nesta quarta-feira (19), por tráfico de drogas. Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal, na casa dele, no Lago Sul – região de alto padrão, em Brasília –, foram localizados cerca de 30 pés de maconha. A droga era cultivada na cobertura do imóvel.

Além da plantação, foram apreendidos fertilizantes que seriam usados para desenvolver as mudas, balanças de precisão e porções de skunk – uma versão potencializada da maconha.

A polícia chegou ao local após denúncias anônimas. Os vasos de maconha estavam identificados com placas. Em alguns, estavam escritas as siglas “W3” acompanhadas do número “900”. O significado das anotações não foi informado.

Lucas Ribeiro Pereira, de 32 anos, foi levado para delegacia da região. O G1 tenta contato com a defesa dele.

No site da transparência do TCU, Pereira aparece como auditor fiscal de controle externo. A reportagem aguarda um posicionamento do órgão sobre a prisão do servidor.

Se confirmada a autoria no crime, a pena prevista para tráfico de drogas varia de 5 a 15 anos de detenção.

Outro servidor

As investigações também identificaram um outro servidor público, dessa vez, do Senado Federal, que também estaria envolvido no esquema. O suspeito mora em Brasília, mas o nome dele não foi informado pela Polícia Civil do DF.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.