Seja Bem Vindo!
Sky Esquerdo
Sky Direito

Concurso PCDF: “É uma realização sem tamanho”

O concurso para Agente da Polícia Civil do Distrito Federal (concurso PCDF) está bem próximo de ser realizado. Mesmo com a pandemia do coronavírus o Diretor da Corporação, Robson Cândido, comunicou aos estudantes que a contratação da banca organizadora deve ocorrer nos próximos dias. O certame prevê a oferta de 1.800 vagas para o cargo destinado a candidatos de nível superior em qualquer área de formação.

CURSOS COMPLETOS PC DF PARA AGENTE DE POLÍCIA CIVIL

Engana-se quem pensa que dentro do concurso PCDF não existe outras oportunidades de crescimento e áreas de atuação. A Divisão de Operações Especiais (DOE) é responsável por apoiar a PCDF em operações de alto risco. Sim, é nessa divisão que que você possivelmente irá atuar naquelas situações vistas em grandes filmes.

Em suma, a DOE é responsável por:

As atribuições específicas da DOE são:

  • Planejar, coordenar e executar as atividades da Polícia Civil do Distrito Federal que exijam o controle e a resolução de situações policiais críticas e de alto risco e complexidade;
  • Executar operações e missões especiais desenvolvidas, planejadas e coordenadas pelo Departamento de Atividades Especiais da Polícia Civil do Distrito Federal;
  • Prestar apoio, quando solicitado, às demais unidades da Polícia Civil do Distrito Federal, no âmbito das suas atribuições;
  • Executar atividades de segurança das instalações e do patrimônio das unidades orgânicas do Governo do Distrito Federal, quando solicitado, sempre que estas estejam ameaçadas de invasão, depredação ou qualquer outra conduta que ponha em risco essa segurança, garantindo a manutenção ou restauração do seu normal funcionamento;
  • Prestar apoio a policial civil do Distrito Federal que esteja em situação justificável de risco e grave ameaça;
  • Prestar apoio à Divisão de Controle e Custódia de Presos do Departamento de Polícia Especializada, às Delegacias de Polícia Circunscricionais e ao Sistema Penitenciário, visando à prevenção, repressão à fuga, recaptura de presos e a restauração da ordem interna e proteção dos equipamentos e instalações;
  • Prestar apoio nas escoltas de presos em deslocamentos diversos, cabendo ao seu Diretor, a avaliação técnica da necessidade do apoio solicitado;
  • Executar, por determinação do Diretor desta Divisão ou de autoridade superior competente, atividades relacionadas à proteção e segurança de pessoas que estejam em situação de risco;
  • Articular-se com outros órgãos policiais objetivando o aperfeiçoamento dos métodos, técnicas e táticas aplicadas no exercício de suas funções específicas;
  • Administrar e executar as atividades ligadas ao treinamento e utilização de cães no âmbito da Polícia Civil do Distrito Federal;
  • Coordenar os atos necessários aos cerimoniais fúnebres de Policiais Civis mortos em serviço;
  • Executar outras atividades que se enquadrem no âmbito de suas atribuições.

Agora vamos ao que realmente interessa: como se tornar um agente de operações especiais após a aprovação no concurso PCDF? O que preciso fazer para me tornar um sniper ou um capitão nascimento?

Adiantamos que para se tornar agente de operações especiais você deverá participar de um curso preparatório interno com todos os trâmites burocráticos que envolvem teste de aptidão física e avaliação de tiro, além exigir alguns requisitos.

“É uma etapa que te demanda muito fisicamente e em todos os outro aspectos, na verdade. O curso te seleciona e te molda para que a partir dali você possa desenvolver as atividades de um agente de operações especiais”, pontua o agente de operações especiais Danilo Cunha, aprovado no concurso PCDF realizado em 2013.

O curso de formação é destinado aos candidatos aprovados nas carreiras de Delegado; Agente de Polícia ou Agente Policial de Custódia da PCDF. “Devido a grande necessidade de escrivães nas delegacias da PCDF, ainda não há seleção disponível para esse cargo desde ao início da minha atuação na DOE”, afirma.

Apesar da extensa atuação em operações de grande risco, investigações e tendo também atuado como sniper, Danilo ressalta que um agente de operações especiais também deve estar preparado para salvar vidas “atuar como agente da DOE exige que você também esteja preparado para salvar vidas a qualquer momento e também saber prevenir situações de maior gravidade. O cargo de operador especial te exige preparo físico e psicológico”.

O alto grau de dificuldade da atividade de agente de operações especiais é perceptível ainda durante o curso de formação, onde o Danilo perdeu 10kg. “o treino é bastante “puxado” e exige a prática de muitos exercícios físicos”.

Para quem tem a curiosidade e interesse em saber o que é cobrado na avaliação física do tão sonhado cargo, vamos lá:

  • Corrida de 7.500 metros;
  • Flexão de braço;
  • Flexão na barra;
  • Flexão abdominal;
  • Natação livre 200 metros;
  • Salto da plataforma de 7,5; e
  • Flutuação de 25 minutos
Através da Direção Concursos

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.